Categorias
Hiperidrose

Como acabar com hiperidrose: Vale a pena cirurgia?

Se o tratamento para hiperidrose não funciona com outros métodos a cirurgia pode ajudar em controlar suor excessivo. Existem duas estratégias: bloqueio da condução nervosa ou remoção das glândulas sudoríparas.

Com o bloqueio simpático torácico endoscópico o médico bloqueia o nervo em uma operação. A transmissão do impulso da transpiração para as mãos, axilas e cabeça é interrompida.

Esse método é utilizado há décadas. No caso de hiperidrose nas palmas das mãos há uma melhora ao longo dos anos. Os gânglios mais profundos são removidos para tratar a planta do pé.

De olho no diagnóstico

O teste de amido de iodo pode ser usado para diminuir a área do corpo afetada pela hiperidrose focal. Para isso, a solução é aplicada à pele e em seguida polvilhada com amido. Se essas substâncias entram em contato com o suor ficam roxas.

A severidade da hiperidrose pode ser determinada usando gravimetria: Um papel de filtro é aplicado à superfície seca das axilas, palma ou sola do pé por uma unidade de tempo definida, por exemplo: 2 minutos.

A quantidade de suor absorvido é determinada por pesagem. O método não é apenas adequado para o diagnóstico, mas também para verificar o sucesso da terapia.

Outra cirurgia que ajuda a acabar com hiperidrose (sudorese)

Outra intervenção cirúrgica usada apenas na hiperidrose axilar é a remoção completa das glândulas sudoríparas por curetagem via sucção nas axilas. Pequenas incisões na pele são usadas para tratar a pele pelas costas sob anestesia local.

Ao contrário do que o nome do método sugere, nada é sugado, mas a camada inferior da pele na qual as glândulas sudoríparas estão localizadas fica removida. Quanto mais radical a remoção melhor o sucesso. No entanto, o risco de distúrbios na cicatrização de feridas aumenta ao mesmo tempo.

No geral, as taxas de sucesso são de até 93%. O resultado cosmético é bom, mas há possíveis cicatrizes, necrose e descoloração da pele. Podem ocorrer recaídas, portanto, operações repetidas às vezes são necessárias.

No passado, um procedimento mais drástico era comum. Uma área da pele junto com as glândulas sudoríparas era cortada. As consequências foram muitas vezes distúrbios de cicatrização de feridas e grandes cicatrizes.

Vale a pena cirurgia como método de como acabar com hiperidrose?

Depende. Sem problemas caso você não se importe com o processo cirúrgico que gera resultados longos. Por outro lado, já existem métodos mais simples, como, por exemplo, a utilização de antiperspirantes (Drymax funciona muito bem), sem efeitos colaterais, de rápida aplicação.