Categorias
Led Projetos

Qual a melhor lâmpada de led para residência?

É hora de compreender ao certo qual a melhor lâmpada de led para residência e assim garantir uma iluminação adequada em todos os ambientes.

Aposto que você deseja saber qual a melhor lâmpada de led para residência porque agora quer economizar na conta de luz, certo? Existem diversos critérios para prestar atenção ao escolher entre das diversas ofertas. Lendo nosso artigo aprenda que modelos leds não são todos iguais.

Watts e lúmens

A potência de uma lâmpada incandescente é expressa em watts. Por outro lado, a potência das lâmpadas leds está expressa em lúmens. A correspondência se faz indicada na embalagem. Leve isso em consideração dependendo do volume da sala à luz.

Lembre-se que 1w corresponde a cerca de 10 lúmens: Então, você só precisa multiplicar o número de watts de sua lâmpada clássica por 10 na finalidade de encontrar o número de lúmens.

Para obter o brilho da lâmpada clássica de 80w escolha uma lâmpada led de pelo menos 800 lúmens.

Tempo de acendimento e compatibilidade

Em se tratando de lâmpadas led o acendimento deve ser ser instantâneo, logo após o clique no interruptor ou controlador. Os modelos não são sensíveis ao acendimento repetido, ao contrário das outras lâmpadas com tecnologias antigas.

No caso de utilizar dimmer é importante verificar se a lâmpada está compatível, do contrário a vida útil será reduzida ou não funciona. A embalagem deve especificar o número total de acendimentos tolerados pela lâmpada e a vida útil que pode passar das 100 mil horas.

Angulação e temperatura de cor

Quanto mais ela é reduzida melhor direcionável está a iluminação como no caso dos holofotes leds. O ângulo pode chegar a 300°.

Por sua vez, a temperatura mede a capacidade de uma fonte de luz de reproduzir as diferentes cores do espectro visível sem modificar seus matizes. Expressa em Kelvin pode variar assim:

Branco frio: Que é um branco puro próximo de azul popular em salas de visita. Permite destacar certos objetos e tem um pouco de lado hightech, mas não é recomendado em salas de estar.

Também existe a versão branco frio, ideal para iluminação exterior ou um aquário, mas não na utilização dentro de casa.

Branco quente: Tons amarelados semelhantes a modelos halógenos. É a réplica tão consistente quanto possível da iluminação tradicional, nomeadamente a cor das suas lâmpadas economizadoras de energia ou de halogéneo.

Essa cor nem sempre é muito bem dominada pelos fabricantes porque leva a uma nítida perda de potência devido à opacidade dos componentes adicionados ao led para obter esta tonalidade.

Branco neutro: Se assemelha à luz do dia.